Desafios de gerenciar uma equipe remota

Cada vez mais pessoas trabalham remotas. A tecnologia nos levou a um quadro de radical transformação do mercado de trabalho nas últimas décadas. Com a velocidade cada vez maior da internet, chegamos a situações antes inimagináveis. Trabalhadores remotos, cada vez mais comuns no dia-a-dia das empresas. Neste artigo, trataremos dos desafios de gerenciar uma equipe remota.

Cabe ressaltar que, atualmente, há países onde 40% da força de trabalho atua em home office. Este é um dado levantado pelo relatório “Working anytime, anywhere: the effects on the world of work”. O que em português significa “Trabalhando a qualquer hora, em qualquer lugar: os efeitos no mundo do trabalho”.

Com isso em vista, é fácil entender a importância de inteirar-se melhor sobre a prática. Mesmo porque não é só de facilidades que é feita a atividade. As informações, neste caso, ajudam os gestores a conciliar as demandas da empresa com esta modalidade de atuação profissional.

Quais são os principais desafios de gerenciar uma equipe remota?

A primeira dificuldade que pode se interpor a esta prática é a comunicação. Muitas pessoas não dispensam uma conversa cara-a-cara e isto não é por acaso. Acontece que em algumas situações é difícil comunicar à distância o que se pretende de forma clara.

Quando falamos então de uma equipe, o problema pode se tornar exponencial. Pois não é fácil assegurar o grau de entendimento que cada elo da corrente teve. É possível que cada pessoa interprete as informações de uma forma. Uma situação que piora se a organização utiliza meios impessoais de contato.

Exemplo disto é o e-mail, que acaba por não ser a ferramenta ideal para este contexto. Aqui, os gestores devem investir em comunicação mais pessoal e dinâmica. O que hoje é possível graças aos aplicativos e inúmeros recursos comunicativos disponíveis. Até mesmo push messages personalizadas são uma alternativa viável.

O acompanhamento e supervisão do trabalho

Quando as atividades ocorrem dentro do ambiente da empresa não é difícil acompanhar e fazer a supervisão dos trabalhos. É algo que ajuda inclusive os gestores a orientar as tarefas de modo que apresentem melhores resultados. Mas, e nos grupos que trabalham à distância, como fazer este controle?

Este certamente é um dos maiores desafios de gerenciar uma equipe remota, seja em regime de Home Office ou visitando clientes. Se já e difícil a comunicação integrada, o que dizer de supervisionar os colaboradores? Não significa, é claro, que se trata de um gargalo intransponível. Mais uma vez é a tecnologia que irá oferecer as melhores repostas.

Um recurso comum em empresas onde predomina o Home Office é a avaliação de desempenho. Com base em alguns indicadores, o material entregue pode ser orientado rumo ao que a organização espera. É também uma forma de descobrir quais membros da equipe demandam maior atenção.

A conexão com os objetivos da empresa

Outro problema que pode ser reflexo da distância é a pouca conexão entre os funcionários e a cultura organizacional. Como engajar e fazer com que estes colaboradores atuem de forma a respeitar os valores e objetivos da empresa? Afinal, é na interação pessoa-a-pessoa que por vezes estes princípios são construídos.

Apenas um investimento consciente, que reduza os efeitos negativos das questões anteriores, poderá mitigar este tópico. Terminamos assim de listar os principais desafios de gerenciar uma equipe remota. Não são os únicos, mas sim aqueles cuja superação é exigência mínima para o sucesso da atividade. Por isso, vale ficar atento a estes detalhes se a sua empresa possui esta modalidade de trabalho.